G P S D A N E T: PORQUE SÓ EXISTE UM CAMINHO A SEGUIR, JESUS CRISTO.
Sola gratia, sola fide, solus Christus, sola scriptura, soli Deo Gloria.

Sou Cristão: Evangélico, Puritano, Reformado - (A Doutrina que sigo é a SÃ, que vem de Jesus Cristo e é interpretada pelo Apóstolo Paulo, Agostinho e João Calvino):

SALMOS 41.12 Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.

domingo, 26 de dezembro de 2010

MEU DESEJO PARA TODOS EM 2011


QUERO QUE A SHEKINAH DE DEUS PERMANEÇA NA VIDA DE TODOS OS LEITORES DESSE BLOG E DE SEUS AMIGOS E FAMILIARES HOJE SEMPRE.
LIROBA.

A PRÓPÓSITO SABEM O QUE É SHEKINAH????????

LEIAM:

Shekinah:

A Glória do Senhor, o resplendor, a presença de Deus, habitando entre Seu povo, é usada pelos rabinos para indicar o próprio Deus. A glória do Senhor, o mais próximo equivalente judaico do Espírito Santo, juntamente com outras idéias ou derivados do AT, como Palavra, a Sabedoria, o Espírito e etc., tornou-se uma ponte entre a natureza corporal humana e a transcendência de Deus. A expressão: “Glória do Senhor” seu conceito está presente de forma saturada nas Escrituras tanto no Velho, quanto no Novo Testamento. A expressão Shekinah, acompanha a noção de Deus a habitar em seu santuário (Ex.25:8), ou entre seu povo (Ex.29:45). Essas e outras passagens similares usam a raiz do verbo:


Seu uso nas Escrituras:

Desta palavra: shãkan deriva-se a palavra que na linguagem teológica em inglês (Shekinah), significa a presença permanente de Deus!
Este verbo (shãkan) é utilizado 129 vezes no AT, a maioria das vezes no qual (111), piel (12), hiphil (6). Em 43 vezes Deus é o sujeito do verbo: Ele habita no Monte Sião (Sl.74:2); Ele habitará em Jerusalém (Zc.8:3); em Jerusalém o Senhor escolheu para ali fazer habitar seu nome (Dt.12:11). Em diversos textos, há representação simbólica da presença divina habitando no meio do povo:
Ø A glória divina habitará na terra (Ex.24:16; Sl.85:9,10).
Ø Muitas vezes a shekinah é representada pela nuvem (Nm.9:17,18; 22:10-12, Jô 3:5).
Embora a palavra: yãshab também seja traduzida por morada, esta denota realeza e majestade, já shãkan denota vizinhança e proximidade

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

MENSAGEM DA NATAL - LIROBA - GPSDANET


NESTE NATAL, NÃO IMPORTA!!!!

NÃO IMPORTA QUE NÃO SABEMOS A DATA CERTA DO NASCIMENTO DE JESUS.

O IMPORTANTE É QUE ESTAMOS CELEBRANDO O MAIOR SACRIFÍCIO QUE ALGUÉM PODERIA FAZER POR NÓS, POVO DO MUNDO.

DEUS NOS DEU SEU ÚNICO FILHO PARA MORRER POR NÓS NA CRUZ DO CALVÁRIO E DEVEMOS SIM CELEBRAR SEU NASCIMENTO, NÃO SOMENTE NO NATAL MAS TODOS OS DIAS DE NOSSAS VIDAS.


NÃO IMPORTA QUE A INTENÇÃO DOS COMERCIANTES, BANQUEIROS, EMPRESÁRIOS, ETC. É PEGAR DE VOLTA TODO O DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO QUE TE PAGOU, ATRAVÉS DO INCENTIVO DESENFREADO A COMPRAR E COMPRAR NO FINAL DE ANO.

O IMPORTANTE É QUE VOCÊ LEMBROU DE ALGUÉM PARA PRESENTEAR, DEU O SEU TEMPO, QUE É PRECIOSO, PARA ESCOLHER COM MUITO CARINHO UM PRESENTE OU LEMBRANCINHA, QUE AQUELE PESSOA IRÁ GOSTAR E ASSIM, A SUA INTENÇÃO FOI FAZER ALGUÉM FELIZ.

DEUS NOS DISSE AMAI UNS AOS OUTROS COMO EU VOS AMEI - FAZER ALGUÉM FELIZ É UM ATO DE AMOR!

NÃO IMPORTA SE NA CEIA EXAGERAMOS NA COMIDA E ACABAMOS NOS RENDENDO AO PECADO DA GULA.

O IMPORTANTE É QUE MESMO COM AS NOSSAS DIFERENÇAS FAMILIARES, SEMPRE NOS REUNIMOS, PARA COMEMORAR O NASCIMENTO DE CRISTO E ASSIM, NESSA NOITE TÃO ESPECIAL, APREENDEMOS O QUANTO IMPORTANTE É ESTARMOS COM NOSSA FAMÍLIA. NAO IMPORTA SE DE SANGUE OU NÃO.

JESUS SE REUNIU COM SEUS DISCÍPULOS PARA A ÚLTIMA CEIA - ONDE COMERAM, CONVERSARAM, RIRAM E APREENDERAM COM O NOSSO MESTRE. E HOUVE COMUNHÃO E PAZ ENTRE ELES.


E POR FIM, NÃO IMPORTA O QUE DIZEM OU COMENTEM SOBRE O NATAL E NEM MESMO COMO UMA OU OUTRA PESSOA OU DENOMINAÇÃO RELIGIOSA COMEMORA.

O IMPORTANTE É QUE DEVEMOS DEIXAR MARCADOS EM NOSSO CORAÇÃO QUE O NATAL É O DIA DO ANO QUE NOS EXERCITA E LEMBRAR-NOS DE DEUS E JESUS, PARA QUE ISSO VIRE UM COSTUME, QUE ENTRE EM NOSSA ALMA E A PARTIR DO PRÓXIMO ANO PASSEMOS A LEMBRAR DE JESUS NÃO TODOS OS DIAS DE NOSSA VIDA MAS TODOS OS MINUTOS DE NOSSA EXISTÊNCIA.

PORQUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA EM ROMANOS CAPITULO 8 VERSÍCULO 28: "Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam."

FELIZ NATAL E UM ANO NOVO CHEIO DA PRESENÇA DE DEUS NA SUAS VIDAS!

EU DESEJO A TODOS VOCÊS.

LIROBA

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

POBRES DAQUELES QUE NAO CREEM EM DEUS - ABAIXO UM ESTUDO SOBRE O ATEISMO - HOMENS SEM DEUS!



A LOUCURA DOS QUE NÃO CRÊEM

“Diz o néscio no seu coração: Não há Deus”(Sl 14.1)

Pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), realizada em 2000, dá conta de que aumentou o número dos ateus, pessoas que afirmam abertamente não crer na existência de algum deus ou de um mundo sobrenatural.

A maioria desse contingente é atéia na prática, ou seja, não apresenta nenhum tipo de fé religiosa e não “perde” tempo refletindo sobre a existência de Deus. São pessoas que, de fato, assumiram um modus vivendi em que não há espaço para a religião. Mas, apesar de suas convicções, não apresentam argumentos sólidos para o seu ateísmo.

Um número mais reduzido desse grupo, tanto no Brasil quanto no exterior, pode ser classificado como ateus filosóficos, isto é, pessoas racionalmente preparadas para justificar sua descrença, pois se ocupam em formular argumentos lógicos que justifiquem a sua posição. Poderíamos, ainda, chamar os ateus filosóficos de “incrédulos conscientes”.

Também, vale destacar um outro tipo de ateu, mais agressivo, detectado pela pesquisa em pauta: o militante. Esses ateus não somente não crêem na existência de Deus como também são contra aos que crêem. Tanto é que procuram persuadir os outros para a sua “fé sem deus”. Então, criaram o site Sociedade da Terra Redonda, cujo objetivo é reunir todos os ateus em sua militância. O site possui 820 colaboradores e recebe cerca de 75.000 visitas por mês.

Salientamos que os ateus militantes parecem dirigir toda a sua animosidade principalmente aos cristãos. Seus sites estão repletos de refutações à Bíblia e, entre eles, existem pessoas que se ocupam em desmentir os milagres de cura que ocorrem nas igrejas evangélicas e também em apontar as falhas da Igreja Cristã através da História, entre outras coisas. Além de negarem a existência de Deus de forma geral (pois ateu significa “sem Deus”), acabam se tornando, na maioria das vezes, antideus, isto é, contra Deus, ou, mais precisamente, anticristãos. (FONTE: ICP)

SÓ NOS RESTA ORAR PARA QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DESSAS PESSOAS, PQ PARA ONDE ELAS IRÃO VAI SER MUITO REAL O SOFRIMENTO QUE IRÁ DURAR UMA ETERNIDADE.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

VOCÊ SABE QUANDO REALMENTE JESUS NASCEU - A LUZ DA BÍBLIA - ENTÃO LEIA ABAIXO!


JESUS NÃO NASCEU EM 25 DE DEZEMBRO

Esdras 10 nos mostra que, por ocasião do mês nono (para nós, Novembro – para eles, Chisleu), todo o povo se congregou para confessar seus pecados e buscar o perdão e o favor divino (v.10-13). Era tempo de “grades chuvas” e por isso os homens tremiam muito. Cantares 2:11, fala que esse mesmo tempo era de muito frio.

Isso nos mostra (e o conhecimento do clima de Israel ainda hoje) que a partir de meados de Outubro, até o início do ano seguinte, é tempo de chuvas e de muito frio, sendo que em alguns lugares chega a gear devido às baixas temperaturas.

Lucas 2:8 nos afirma que quando Jesus nasceu, “havia naquela mesma região, pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho”.

Ora, isso jamais poderia ter acontecido em Dezembro. Nem mesmo após 15 de Outubro.

“Durante a época da Páscoa (começo da primavera) era costume dos judeus daqueles dias levarem ovelhas aos campos e desertos, e recolhe-las ao começo das primeiras chuvas”. Isso é afirmado por Adam Clarke no vol5 de seu Comentary, edição de New York. Afirma ainda que “os pastores cuidavam dos seus rebanhos dia e noite, durante todo o tempo que permaneciam fora...”.

As primeiras chuvas começavam nos meses de outubro ou novembro (do nosso calendário). Vimos que as ovelhas estavam nos campos, e como os pastores, portanto, ainda não haviam recolhido seus rebanhos, é de concluir que outubro (do nosso calendário) ainda sequer havia começado.

QUANDO ENTÃO JESUS NASCEU ? (SETEMBRO)

Sim, podemos através de alguns detalhes bíblicos, situar cronologicamente o nascimento de Jesus e verificar que o Seu nascimento foi o cumprimento de uma das mais importantes festas do Velho Testamento - a Festa dos Tabernáculos.

Jesus Cristo nasceu na festa dos Tabernáculos, que acontecia a cada ano, no final do 7º. mês (Etenin) do calendário judaico, que corresponde ao mês de setembro do nosso calendário. A festa dos Tabernáculos ou das Cabanas, significava Deus habitando com seu povo. Foi instituída por Deus como memorial para que o povo de Israel se lembrasse dos dias de peregrinação pelo deserto em que o Senhor habitou num Tabernáculo no meio do seu povo (Lv 23:39-44; Ne 8:13-18).

No Evangelho de João capítulo 1 , vers. 14, vemos : "Cristo ... habitou (tabernaculou) entre nós". Esta palavra em grego é skenoo ou tabernaculou; isto é, a Festa dos Tabernáculos cumprindo-se em Jesus Cristo, o Emanuel (Is 7:14) que significa “Deus Conosco”. Em Cristo não se cumpriu somente a Festa dos Tabernáculos, mas também a festa da Páscoa, na Sua morte (Mt 26:2; I Co 5:7), e a festa do Pentecostes, quando enviou o Espírito Santo sobre a Igreja (Atos 2:1).

Vejamos nas escrituras alguns detalhes que nos ajudarão situar cronologicamente o nascimento de Jesus:

1) Os levitas eram divididos em 24 turnos e cada turno ministrava por 15 dias. ( I Cr 24:1-19 - 24 turnos X 15 dias=360 dia ou 1 ano);
2) O oitavo turno pertencia a Abias ( I Cr 24:10 );
3) O primeiro turno iniciava-se com o primeiro mês do ano judaico (mês de Abíbi - Ex12:1-2 ; Dt 16:1 ; Ex 13:4).

Temos então a seguinte correspondência:

Número Nome Mês Turnos Referência
1 Abibi (Nisã) Março 1 e 2 Êx 13:4; Ester 3:7
2 Zive Abril 3 e 4 1 Re 6:1
3 Sivã Maio 5 e 6 Et 8:9
4 Tamuz Junho 7 e 8 Jr 39:2; Zc 8:19
5 Abe Julho 9 e 10 Nm 33:38
6 Elul Agosto 11 e 12 Ne 6:15
7 Etenim (Tisri) Setembro 13 e 14 1 Re 8:2
8 Bul Outubro 15 e 16 1 Re 6:38
9 Chisleu Novembro 17 e 18 Esdras 10:9; Zc 7:1
10 Tebete Dezembro 19 e 20 Ester 2:16
11 Sebate Janeiro 21 e 22 Zc 1;7
12 Adar Fevereiro 23 e 24 Ester 3:7

Comecemos por Zacarias, pai de João Batista. Ele era sacerdote e ministrava no templo durante o turno de Abias ( Lucas 1:5,8,9). Terminado o seu turno voltou para casa e, conforme a promessa que Deus lhe fez, sua esposa Isabel, que era estéril, concebeu João Batista (Lucas 1:23-24). Portanto João Batista foi gerado no fim do mês Tamuz ou início do mês Abe. Agora um dado muito importante: Jesus foi concebido seis meses depois (Lucas 1:24-38). Portanto Jesus foi concebido no fim de Tebete ou início de Sebate.

Visto estes detalhes nas Escrituras, chegamos à conclusão que João Batista foi gerado no fim de junho ou início de julho, quando Zacarias voltou para casa após seu serviço no templo. Jesus foi concebido seis meses depois, no fim de dezembro ou início de janeiro. Ele não nasceu em dezembro como diz a tradição, mas foi gerado neste mês. Nove meses depois, no final do sétimo mês (Etenim), setembro no nosso calendário, quando os judeus comemoravam a festa dos Tabernáculos, Deus veio habitar com Seu povo. Nasceu Jesus! Deus tabernaculou com Seu povo. Nasceu o Emanuel. Deus habitando conosco.

TUDO ISSO ESTÁ NA BÍBLIA - QUE É A PALAVRA DE DEUS - PORTANTO A VERDADE!!!!

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

O QUE DESEJAMOS PARA O NATAL?


Grande Alegria Para Todos os Homens

O anjo falou aos pastores: "Eis aqui vos trago boa nova de grande alegria, que o será para todo o povo" (Lc 2.10). Nesta curta frase Deus nos apresenta uma abundância de verdades a respeito da salvação, que nos são dadas por meio de Jesus Cristo:

1. "Eis aqui..." Com essa expressão Deus chama a nossa atenção, para que prestemos atenção ao que Ele vai dizer a seguir. Num mundo em que a humanidade desde sempre esteve à procura de libertação, salvação e perdão, num mundo em que os homens procuram algo em que se apoiar e no que possam confiar plenamente, Deus nos apresenta, em Seu Filho, algo que ilumina toda a eternidade para nós.

O imperador romano Augusto apresentava-se aos súditos do seu reino como sendo Deus. Ele tinha que ser adorado. Mas as pessoas continuavam sofrendo em sua desesperança e permaneciam amargamente decepcionadas. Talvez você também esteja decepcionado com pessoas que considerava exemplos e esteja procurando por alguém em quem possa confiar: olhe para Jesus, o Autor e Consumador da fé! Jesus se apresenta e diz: "Olhe para mim, e você não será decepcionado". Se você olhar constantemente para Jesus pela fé jamais será decepcionado!

2. "Eis aqui vos trago..." Deus nos traz a mensagem mais grandiosa e poderosa de todos os tempos, que supera todas as outras mensagens anteriores. Quantas mensagens humanas já ressoaram sobre esta terra e se perderam para sempre! Mas a mensagem de Deus em Seu Filho Jesus é: Existe perdão dos pecados. Uma vida arruinada pode ser renovada. O Senhor dá vida eterna a todos os que crêem nEle. Qualquer pessoa que vem a Jesus não será rejeitada. Há uma morada maravilhosa junto a Deus para todos aqueles que entregam sua vida a Jesus.

3. "Eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria..." A alegria que nos é dada em Jesus não é uma alegria passageira. Ela é colocada em nosso coração e nos enche de profunda paz. Sua alegria sustenta de maneira maravilhosa a nossa vida nos dias de felicidade e de sofrimento. Sua alegria é a certeza da vida eterna, a maravilhosa certeza de estar ligado a Deus.

Essa alegria falta ao homem natural, porque lhe falta a comunhão com Deus. Ele procura preencher esse vazio com alegrias passageiras da vida. Sua alegria se apóia em aventuras e divertimentos – mas o seu coração não se satisfaz com tais coisas. Ao invés de encontrar a alegria que tanto busca, ele se afunda cada vez mais em desesperança e aflição. Jesus entra nessa situação e quer dar-Se a Si mesmo a você. Aceite o dom inefável de Deus. Então seu coração ficará em paz e você receberá plena alegria. A partir desse momento sua vida passará a ter um fundamento firme e permanente.

4. "Eis que vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo." A mensagem de Deus por ocasião do Natal é para todos, para grandes e pequenos, para jovens e velhos, para pessoas de moral elevada, para vagabundos e criminosos. O Senhor não faz diferença: qualquer um pode vir a Ele, e todo aquele que Lhe pede, recebe.

Por isso, permita que haja Natal em seu coração, lançando sobre Jesus os seus pecados, assim como todas as suas preocupações e angústias, e entregando-Lhe sua vida! Então valerá também para você: "É que hoje vos nasceu... o Salvador, que é Cristo, o Senhor" (Lc 2.11).

A você que já é salvo, que já é filho de Deus, pedimos de todo o coração: continue nos ajudando a propagar esta mensagem! Ajude-nos também a dizer aos homens que Jesus voltará. Justamente a mensagem do Natal indica que Israel ainda tem uma esperança na vinda do seu Messias. Lemos em Lucas 2.32: "Luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo de Israel." Na primeira vinda, Jesus foi luz para salvação aos gentios. Na Sua vinda em grande poder e glória, Ele, o Messias de Israel, salvará o Seu povo e estabelecerá Seu glorioso reino milenar de paz. Vem, Senhor Jesus! (Norbert Lieth - http://www.apaz.com.br)

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

BÍBLIA CRISTÃ x BÍBLICA CATÓLICA (C/ LIVROS APÓCRIFOS)



MERECEM CONFIANÇA OS LIVROS APÓCRIFOS (AQUELES QUE FORAM ACRESCENTADOS NA BÍBLIA CATÓLICA POR VOLTA DE 1546)?

Por Paulo Cristiano

A Constituição Dogmática sobre Revelação Divina, o Concílio Vaticano II, declarou que “Ela (a igreja) sempre considerou as Escrituras junto com a tradição sagrada como a regra suprema de fé, e sempre as considerará assim”.

Nós, cristãos evangélicos, rejeitamos a tradição como regra de fé. Quando a Igreja Católica Romana se refere ao cânon do Velho Testamento inclui uma série de livros chamados “Apócrifos”, os quais não aparecem nas versões evangélica e hebraica da Bíblia. O resultado disto foi que, na opinião popular dos católicos, existem duas Bíblias: uma católica e outra protestante. Mas semelhante asseveração não é certa. Só existe uma Bíblia, uma Palavra (escrita) de Deus.

Apócrifos, o que significa?

No grego clássico, a palavra apocrypha significava “oculto” ou “difícil de entender”. Posteriormente, tomou o sentido de “esotérico” ou algo que só os iniciados podem entender; não os de fora. Na época de Irineu e de Jerônimo (séculos III e IV), o termo apocrypha veio a ser aplicado aos livros não-canônicos do Antigo Testamento, mesmo aos que foram classificados previamente como “pseudepígrafos”.

Como os apócrifos foram aprovados

A Igreja Romana aprovou os apócrifos em 8 de Abril de 1546 para combater a Reforma protestante. Nessa época, os protestantes se opunham violentamente às doutrinas romanistas do purgatório, oração pelos mortos, salvação pelas obras etc. A primeira edição da Bíblia católico-romana com os apócrifos deu-se em 1592, com autorização do papa Clemente VIII.

Os reformadores protestantes publicaram a Bíblia com os apócrifos, colocando-os entre o Antigo e o Novo Testamentos, não como livros inspirados, mas bons para a leitura e de valor literário histórico. Isto continuou até 1629. A famosa versão inglesa King James (Versão do Rei Tiago) de 1611 ainda os trouxe. Mas, após 1629, as igrejas reformadas excluíram totalmente os apócrifos das suas edições da Bíblia, e “induziram a Sociedade Bíblica Britânica e Estrangeira, sob pressão do puritanismo escocês, a declarar que não editaria Bíblias que tivessem os apócrifos, e de não colaborar com outras sociedades que incluíssem esses livros em suas edições”. Melhor assim. Tinham em vista evitar confusão entre o povo simples, que nem sempre sabe discernir entre um livro canônico e um apócrifo.

Há várias razões porque rejeitamos os apócrifos. Eis algumas delas:

Não temos nenhum registro de alguma controvérsia entre Jesus e os judeus sobre a extensão do cânon. Jesus e os autores do Novo Testamento citam, mais de 295 vezes, várias partes das Escrituras do Antigo Testamento como palavras autorizadas por Deus, mas nem uma vez sequer mencionam alguma declaração extraída dos livros apócrifos ou qualquer outro escrito como se tivesse autoridade divina.

As heresias dos apócrifos

TOBIAS - (200 a.C.) - É uma história novelística sobre a bondade de Tobiel (pai de Tobias) e alguns milagres preparados pelo anjo Rafael.

Apresenta:
• justificação pelas obras – 4.7-11; 12.8.
• mediação dos Santos – 12.12
• superstições – 6.5, 7-9,19
• um anjo engana Tobias e o ensina a mentir – 5.16 a 19

JUDITE - (150 a.C.) É a história de uma heroína viúva e formosa que salva sua cidade enganando um general inimigo e decapitando-o. Grande heresia é a própria história onde os fins justificam os meios.

BARUQUE - (100 a.D.) - Apresenta-se como sendo escrito por Baruque, o cronista do profeta Jeremias, numa exortação aos judeus quando da destruição de Jerusalém. Mas é de data muito posterior, quando da segunda destruição de Jerusalém, no pós-Cristo.

Traz, entre outras coisas, a intercessão pelos mortos – 3.4.

ECLESIÁSTICO - (180 a.C.) - É muito semelhante ao livro de Provérbios, não fosse as tantas heresias:

• justificação pelas obras – 3.33, 34.
• trato cruel aos escravos – 33.26 e 30; 42.1 e 5.
• incentiva o ódio aos samaritanos – 50.27 e 28

SABEDORIA DE SALOMÃO - (40 a.D.) - Livro escrito com finalidade exclusiva de lutar contra a incredulidade e idolatria do epicurismo (filosofia grega na era Cristã).

Apresenta:

• o corpo como prisão da alma – 9.15
• doutrina estranha sobre a origem e o destino da alma – 8.19 e 20
• salvação pela sabedoria – 9.19

1 MACABEUS - (100 a.C.) - Descreve a história de três irmãos da família “Macabeus”, que no chamado período interbíblico (400 a.C. 3 a.D) lutam contra inimigos dos judeus visando a preservação do seu povo e terra.

2 MACABEUS - (100 a.C.) - Não é a continuação de 1 Macabeus, mas um relato paralelo, cheio de lendas e prodígios de Judas Macabeu.

Apresenta:

• a oração pelos mortos – 12.44 - 46
• culto e missa pelos mortos – 12.43
• o próprio autor não se julga inspirado –15.38-40; 2.25-27.
• intercessão pelos santos – 7.28 e 15.14

Adições a Daniel:

Capítulo 13 - A história de Suzana - segundo esta lenda Daniel salva Suzana num julgamento fictício baseado em falsos testemunhos.

Capítulo 14 - Bel e o Dragão - Contém histórias sobre a necessidade da idolatria.

Capítulo 3.24-90 - o cântico dos três jovens na fornalha.

Lendas, erros e outras heresias:

1. Histórias fictícias, lendárias e absurdas

- Tobias 6.1-4 - “Partiu, pois, Tobias, e o cão o seguiu, e parou na primeira pousada junto ao rio Tigre. E saiu a lavar os pés, e eis que saiu da água um peixe monstruoso para o devorar. À sua vista, Tobias, espavorido, clamou em alta voz, dizendo: Senhor, ele lançou-se a mim. E o anjo disse-lhe: Pega-lhe pelas guelras, e puxa-o para ti. Tendo assim feito, puxou-o para terra, e o começou a palpitar a seus pés”.

2. Erros históricos e geográficos

Esses livros contêm erros históricos, geográficos e cronológicos, além de doutrinas obviamente heréticas; eles até aconselham atos imorais (Judite 9.10,13). Os erros dos apócrifos são freqüentemente apontados em obras de autoridade reconhecida. Por exemplo: o erudito bíblico DL René Paehe comenta: “Exceto no caso de determinada informação histórica interessante (especialmente em 1 Macabeus) e alguns belos pensamentos morais (por exemplo, Sabedoria de Salomão). Tobias contém certos erros históricos e geográficos, tais como a suposição de que Senaqueribe era filho de Salmaneser (1.15) em vez de Sargão II, e que Nínive foi tomada por Nabucodonosor e por Assuero (14.15) em vez de Nabopolassar e por Ciáxares... Judite não pode ser histórico porque contém erros evidentes... [Em 2 Macabeus]. Há também numerosas desordens e discrepâncias em assuntos cronológicos, históricos e numéricos, os quais refletem ignorância ou confusão.”

3. Ensinam artes mágicas ou de feitiçaria como método de exorcismo

Tobias 6.5-9 - “Então disse o anjo: Tira as entranhas a esse peixe, e guarda, porque estas coisas te serão úteis. Feito isto, assou Tobias parte de sua carne, e levaram-na consigo para o caminho; salgaram o resto, para que lhes bastassem até que chegassem a Ragés, cidade dos Medos. Então Tobias perguntou ao anjo e disse-lhe: Irmão Azarias, suplico-lhe que me digas de que remédio servirá estas partes do peixe, que tu me mandaste guardar: E o anjo, respondendo, disse-lhe: Se tu puseres um pedacinho do seu coração sobre brasas acesas, o seu fumo afugenta toda a casta de demônios, tanto do homem como da mulher, de sorte que não tornam mais a chegar a eles. E o fel é bom para untar os olhos que têm algumas névoas, e sararão”.

Este ensino de que o coração de um peixe tem poder para expulsar toda espécie de demônios contradiz tudo o que a Bíblia diz sobre superstição.

4. Ensinam que esmolas e boas obras limpam os pecados e salvam a alma

a) Tobias 12.8, 9 - “É boa a oração acompanhada do jejum, dar esmola vale mais do que juntar tesouros de ouro; porque a esmola livra da morte (eterna), e é a que apaga os pecados, e faz encontrar a misericórdia e a vida eterna”.

b) Eclesiástico 3.33 - “A água apaga o fogo ardente, e a esmola resiste aos pecados”.


A salvação por obras destrói todo o valor da obra vicária de Cristo em favor do pecador.
(TEXTO RETIRADO DE UM ESTUDO NO SITE DO, IDP - Instituto de Pesquisas Cristã.)

CONVIDO A TODOS A CONFIRMAREM OS TEXTOS ACIMA MENCIONADOS NAS RESPECTIVAS BÍBLIAS E TIRAREM SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES A RESPEITO, MAS O CERTO É SEGUIR O QUE O APÓSTOLO PAULO DIZ, DEVEMOS RETER SEMPRE O QUE É BOM: "Examinai tudo. Retende o bem."  (I Tessalonicenses 5 : 21)
LINK PARA A EXPLICAÇÃO CATÓLICA PARA OS LIVROS APÓCRIFOS:
"CLIQUE AQUI"

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

ESPIRITISMO E AS POSIÇÕES BÍBLICAS SOBRE O ASSUNTO:





PRIMEIRAMENTE A MINHA OPINIÃO SOBRE O ASSUNTO ABAIXO, QUE FOI TIRADO DO SITE DO INSTITUTO DE PESQUISAS CRISTÃS, OK!



MINHA OPINIÃO:

No mundo existe muito engano (fato), partindo do princípio de que realmente existe um mal (fato), representemos essa mal, por um anjo caído, chamado Lúcifer(nesse contexto, ok!). Se levarmos em conta que ele (o mal) tem interesse em nos destruir, porque, tem ciúmes de nós, como "menina dos olhos de Deus. (Deut. 32:10)". 

QUAL SERIA O PLANO MAIS PERFEITO E INTELIGENTE A SEGUIR??
Nos afastar de Deus através de um ardil, qual seja, nos iludir numa determinada situação para que pensemos que estamos no caminho de Deus quando na realidade o mal está, travestido de anjo de luz ("E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz."  II Coríntios 11 : 14), e está sutilmente nos levando a morte eterna, longe de algo maravilhoso que é estar junto a Deus, em outra vida.

VEJA ESSE EXEMPLO: 
NUMA FAVELA TEMOS O CHEFE DO TRÁFICO (o mal), ELE É COMO UM "anjo da guarda", DO POVO, AJUDA ATÉ MESMO COM CESTAS BÁSICAS, REMÉDIOS, ETC.. 

ISSO É FATO, BASTA ASSISTIR O FILME "Tropa de elite", E VER COMO ESSES CHEFES DO TRÁFICO AGEM PARA MANTER SEU PODER E CONTROLAR O POVO QUE O CERCA.

NA VISÃO DA PESSOA QUE RECEBE A AJUDA, ELA PODE PENSAR, POXA ESSA CARA ESTÁ FAZENDO CARIDADE, CERTO - BOAS OBRAS, OK!

MAS A REALIDADE SABEMOS QUE É OUTRA COISA QUE ELE QUER É ALICIAR AS CRIANÇAS E ADOLESCENTES DA FAVELA PARA SEREM "seus olheiros, vendedores, colaboradores", O QUE IRÁ LEVÁ-LOS A PRISÃO E A MORTE, CERTO.

PRONTO, É ISSO QUE O DEMÔNIO FAZ NA NOSSA VIDA, ACREDITE SE QUISER.

POR FAVOR, ANTES DE CONTINUAR LENDO, VAMOS ORAR:

QUERIDO DEUS, EU CREIO EM MEU CORAÇÃO, QUE PERTENÇO A TI, MAS NA SUA PALAVRA ESTÁ ESCRITA QUE ENGANOSO É O CORAÇÃO DO HOMEM, PORTANTO, EM NOME DE JESUS, ME MOSTRA SE REALMENTE EXISTE ALGUMA VERDADE NO QUE ESTÁ ESCRITO NESSES TEXTOS, EM NOME DE JESUS EU TE PEÇO, AMÉM!!



AGORA SE QUISER CONTINUE LENDO O TEXTO, OBRIGADO!


A palavra de Deus na Bíblia proíbe evocação aos mortos

A Bíblia é o livro, dentre outros, que nos dá a história do espiritismo. Em Êxodo ela mostra que os antigos egípcios foram praticantes de fenômenos espíritas, quando os magos foram chamados por Faraó para repetir os milagres operados por Moisés. Quando Moisés apareceu diante desse monarca com a divina incumbência de tirar o povo de Israel da escravidão egípcia, os magos repetiram alguns dos milagres de Moisés (Êx 7.10-12, 8.18).

Mais tarde, já nas portas de Canaã, Deus advertiu o povo de Israel contra os perigos do ocultismo. A mediunidade, por exemplo, era uma prática abominável aos seus olhos (Dt 18.9-12). O castigo para quem desobedecesse aos mandamentos de Deus nesse particular era a morte:

“Qualquer homem ou mulher que invocar os espíritos dos mortos ou praticar feitiçarias deverá ser morto a pedradas. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte” (Lv 20.27, ver também Êx 22.18).

A Bíblia também indica que as pessoas com ligações com espíritos familiares e feiticeiras são amaldiçoadas por Deus:

“Não procurem a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro. Isso é pecado e fará que vocês fiquem impuros” (Lv 19.31).

“Se alguém procurar a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro, eu ficarei contra essa pessoa por causa desse pecado e a expulsarei do meio do povo” (Lv 20.6).

O rei Saul, antes da sua apostasia, quando ainda estava na direção de Deus, baniu os praticantes de várias modalidades do espiritismo (lSm 28.3-9). Mais tarde, o reto rei Josias agiu da mesma forma (2Rs 23.24-25). O profeta Isaías também se dirigiu aos antigos espíritas que vaticinavam para o povo de Israel dizendo-lhes que essa prática era inútil e detestável aos olhos de Deus:

“Algumas pessoas vão pedir que vocês consultem os adivinhos e os médiuns, que cochicham e falam baixinho. Essas pessoas dirão: Precisamos receber mensagens dos espíritos, precisamos consultar os mortos em favor dos vivos! Mas vocês respondam assim: ‘O que devemos fazer é consultar a Lei e os ensinamentos de Deus. O que os médiuns dizem não tem nenhum valor” (Is 8.19-20).

Jesus, a solução!

Caro leitor, muitos motivos e intenções têm levado as pessoas a se enveredar pelos caminhos da mediunidade. Quase sempre esse rumo é tomado pela obsessão da saudade de alguém que partiu deste mundo. Sabemos que é indescritível a dor causada pela perda de um ente querido e, de fato, a separação abrupta das pessoas que amamos resiste ao conformismo da situação, mas não existe solução para esta adversidade no espiritismo.

Jesus é e tem a solução! Cristo venceu a morte e, por isso, pôde declarar: “Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá” (Jo 11.25).

Para seus seguidores, a morte não é nada mais do que tirar uma linda flor do deserto e plantá-la no jardim do paraíso. Pense nisso e considere, ainda, que, além da explícita reprovação bíblica, o próprio mentor do espiritismo, Allan Kardec, demonstrou a impossibilidade de confiar que os espíritos, que se manifestam nas sessões espíritas, sejam fulano ou beltrano.

Não se deixe enganar pela emoção! Não se deixe guiar pelos seus próprios caminhos! A advertência bíblica é bem oportuna: “Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele sãos os caminhos da morte” (Pv 14.12).

Texto retirado do site do IDP - Instituto de Pesquisa Cristã.


segunda-feira, 29 de novembro de 2010

O AMOR SEGUNDO PAULO - I CORINTIOS 13:01 E O AMOR DE DEUS NA BÍBLIA


Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa ou como o címbalo que retine. 2Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei.

O AMOR DE DEUS PARA CONOSCO:

Nada nos pode separar do amor de Deus. A Bíblia diz em Romanos 8:38-39 “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”
O amor de Deus é um amor de sacrifício. A Bíblia diz em João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
O amor de Deus dura para sempre. A Bíblia diz em Salmos 136:1 “Dai graças ao Senhor, porque ele é bom; porque a sua benignidade dura para sempre.”
Como a Bíblia descreve o amor? A Bíblia diz em 1 Coríntios 13:4-7 “O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não se vangloria, não se ensoberbece, não se porta inconvenientemente, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não suspeita mal; não se regozija com a injustiça, mas se regozija com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.”
A Bíblia diz que devemos amar-nos uns aos outros. A Bíblia diz em 1 João 2:7-8 “Amados, não vos escrevo mandamento novo, mas um mandamento antigo, que tendes desde o princípio. Este mandamento antigo é a palavra que ouvistes. Contudo é um novo mandamento que vos escrevo, de vos ameis uns aos outros, o qual é verdadeiro nele e em vós; porque as trevas vão passando, e já brilha a verdadeira luz.
O amor não é só para amigos. A Bíblia diz em Mateus 5:43, 44 “Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem.”
O amor é o resumo da lei de Deus. A Bíblia diz em Mateus 22:37-40 “Respondeu-lhe Jesus: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o grande e primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.”
Podemos mostrar o nosso amor a Deus guardando os Seus mandamentos. A Bíblia diz em 1 João 5:3 “Porque este é o amor de Deus, que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são penosos.”
Não deixe que o seu amor por Deus se enfraqueça. A Bíblia diz em Apocalipse 2:4-5 “Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; e se não, brevemente virei a ti, e removerei do seu lugar o teu candeeiro, se não te arrependeres.”

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

CURIOSIDADES DA BÍBLIA - TUDO VERDADE



Qual era a fruta que Adão e Eva comeram?

A Bíblia não menciona qual era a fruta da árvore do conhecimento do bem e do mal, que não devia ser comida por Adão e Eva. Uma tradição européia associa essa fruta com a maçã. Em latim, a palavra malum significa tanto “maçã” como “mal”, o que pode ter originado essa tradição.

Há algum livro da Bíblia em que a palavra “Deus” não aparece?

A palavra “Deus” aparece em todos os livros da Bíblia, exceto em Ester e Cântico dos Cânticos. Esse fato levou muitos judeus e cristãos a argumentarem que Ester e Cântico dos Cânticos não faziam parte da Bíblia. Outros argumentaram que Deus está presente também nesses livros. Eles viram o Cântico dos Cânticos como um símbolo poético do amor de Deus pelo seu povo. E, em Ester, eles viram Deus agindo nos bastidores, criando uma série de impressionantes “coincidências” que livraram os judeus de um holocausto na Pérsia.

domingo, 3 de outubro de 2010

A VERDADE LIBERTA!



"EU ESTAVA TRISTE DEPRIMIDO E PERDIDO EM MINHA VIDA.
MESMO TENDO UM BOA CASA UM BOM ESCRITÓRIO E UM ÓTIMO CARRO E UMA FAMÍLIA MARAVILHOSA QUE ME AMAVA.
NAO TINHA MAIS PACIÊNCIA COM MEUS CLIENTES E VIVIA ESTRESSADO E ANSIOSO.
MINHA SUPOSTA FUGA DO ESTRESSE ERA TOMAR UMA CERVEJINHA NO FINAL DE SEMANA, BEBER ATÉ FICAR RUIM.
BRIGAS E DESENTENDIMENTO, COM MINHA ESPOSA SE TORNARAM FREQUENTES.
O FUNDO DO POSSO ESTAVA PRÓXIMO!!
A MORTE ME PARECIA UM BOM CAMINHO.

ATÉ QUE JESUS ME RESGATOU COM A SUA VERDADE QUE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA.

HOJE TENHO PAZ - TRANQUILIDADE - FELICIDADE INEXPLICÁVEL - NAO ME ESTRESSO COM NADA - NAO TENHO ANSIEDADE.

MINHA VIDA ESTÁ EM DEUS POR COMPLETO - 75% DELA - QUE SOBRE É PARA MIM MEU TRABALHO E MINHA FAMÍLIA.

SE VOCÊS NAO ACREDITAM - DESCUBRAM A VERDADE DE DEUS QUE ELA LIBERTA.

NAO SE ENGANEM COM - LIVROS DE AUTO AJUDA - SEITAS QUE PROMETEM REDENÇÃO EM OUTRO MOMENTO DA SUA VIDA - ETC.

CREIAM SOMENTE EM DEUS - IDOLATREM A ELE.

PERGUNTO -

UM TORCEDOR FANÁTICO NÃO IDOLATRA SEU TIME?

PORQUE ENTÃO QUANDO ALGUÉM IDOLATRA A DEUS É ALVO DE CHACOTA E PIADA!


ENGRAÇADO PODEMOS IDOLATRAR (NO INTUITO DE ADORAR) AQUELE BARZINHO QUE FREQUENTAMOS, O NOSSO CARRO NOVO, O NOSSO TIME, AQUELE CANTOR, ETC.

MAS NAO PODEMOS AMAR A DEUS INCONDICIONALMENTE, QUE ESTAMOS FICANDO LOUCOS OU FANÁTICOS.

EU ESTOU LIBERTO PELA VERDADE E VOCÊ?"

domingo, 9 de maio de 2010

PARA TODAS AS MÃES:


AS VEZES NAO CONCORDO:
-COM SEU EXCESSO DE CUIDADOS;
-COM SEUS CIÚMES SEM MOTIVOS;
-COM SUAS CRÍTICAS FORA DE HORA;
-COM SEUS MIMOS PARA COM MEUS FILHOS.
MAS COMO SOU PAI SEI QUE TUDO QUE VOCÊ FAZ É POR PURO EXCESSO DE AMOR.
POR ISSO VAMOS NESSE DIA TENTAR RETRIBUIR UM POUQUINHO ESSE GRANDE E ÚNICO SENTIMENTO.
(liroba)