G P S D A N E T: PORQUE SÓ EXISTE UM CAMINHO A SEGUIR, JESUS CRISTO.
Sola gratia, sola fide, solus Christus, sola scriptura, soli Deo Gloria.

Sou Cristão: Evangélico, Puritano, Reformado - (A Doutrina que sigo é a SÃ, que vem de Jesus Cristo e é interpretada pelo Apóstolo Paulo, Agostinho e João Calvino):

SALMOS 41.12 Quanto a mim, tu me sustentas na minha sinceridade, e me puseste diante da tua face para sempre.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

QUAL A ÚNICA ESPERANÇA QUE UM CRISTÃO DEVE TER?

RESP. NA MORTE, TANTO FÍSICA UM DIA, QUANTO MORRER PARA AS COISAS DESSE MUNDO E NO PORVIR, COM A VOLTA DE CRISTO.

A Bíblia no novo testamento explica:
Pois, quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa e pelo evangelho, a salvará. Pois, que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? (Marcos 8.35 e 36)
Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. (Filipenses 1. 21)
Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. (Romanos 6. 11)

Portanto, temos que morrer para nós mesmos, para o mundo, para o pecado, PARA VIVERMOS PARA DEUS, EM CRISTO JESUS, NESSE MUNDO.

Um dia iremos morrer literalmente e iremos, dai, sim VIVER COM JESUS CRISTO, NAS REGIÕES CELESTIAIS E QUANDO ELE VOLTAR, SEREMOS SEUS SERVOS, NOS NOVOS CÉUS E NOVAS TERRAS.

PORTANTO, A ESPERANÇA DO CRISTÃO, NÃO É PROSPERIDADE FINANCEIRA, NÃO É SAÚDE, NÃO É CRESCIMENTO MINISTÉRIAL OU NA PROFISSÃO, NÃO É VER FILHOS CRESCIDOS E BEM NA VIDA, ETC. ETC. ETC...

A ESPERANÇA DO CRISTÃO É NO PORVIR, APÓS TERMINAR ESSA PEREGRINAÇÃO NESSA TERRA, TENTANDO A CADA DIA MATAR O NOSSO VELHO HOMEM E ASSIM, IR VIVER NO LOCAL ONDE JESUS CONQUISTOU PARA NÓS, NA CASA DO PAI, ONDE HÁ MUITAS MORADAS.

POR ISSO, IRMÃOS CRISTÃOS QUE ESTÃO LENDO ESSA POSTAGEM, ”Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu vo-lo teria dito. Vou preparar-vos lugar.E quando eu for, e vos preparar lugar, virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver estejais vós também.” (João 14. 1 a 3). (por liroba)

segunda-feira, 27 de março de 2017

SER UM BEREANO É OBRIGAÇÃO DO CRISTÃO.

SER UM BEREANO É OBRIGAÇÃO DO CRISTÃO.

COMO IREMOS IDENTIFICAR, CONTESTAR E ARGUMENTAR CONTRA HERESIAS SE NÃO LEMOS, MEDITAMOS E ESTUDAMOS A BÍBLIA?

O VERDADEIRO CRISTÃO SABE QUE É SERVO DE CRISTO E POR ISSO PROCURA APRENDER A VERDADE DE CRISTO ATRAVÉS DE SUA PALAVRA, NUM ESTUDO E BUSCA DIÁRIOS.

O VERDADEIRO CRISTÃO É UM BEREANO NATO, ELE NÃO SE CONFORMA COM ARGUMENTOS SEM PROVAS BÍBLICAS ELE VAI ATRÁS E PEDE A DEUS, ATRAVÉS DE SEU ESPÍRITO SANTO QUE, REVELE A VERDADE QUE ESTÁ EM SUA PALAVRA, QUE É ÚNICA, IMUTÁVEL E ETERNA

QUEM FORAM OS BEREANOS, ATOS 17. 11 - Os bereanos eram mais nobres do que os tessalonicenses, pois receberam a mensagem com grande interesse, examinando todos os dias as Escrituras, para ver se tudo era assim mesmo.


ESSE TIPO DE CRISTÃO NÃO É ENGANADO E SE TORNA DEPENDENTE SÓ DE DEUS E NÃO DE HOMENS E NÃO SE ILUDE COM FALÁCIAS E EXAGEROS, SÓ ACEITA A PREGAÇÃO PURA DO VERDADEIRO EVANGELHO. 

PORTANTO, SEJA UM BEREANO!!!!(por liroba)

terça-feira, 14 de março de 2017

ESTAMOS VIVENDO O MESMO QUE A IGREJA DESCRITA NA CARTA DE PAULO AOS GÁLATAS.

“Admiro-me de que vocês estejam abandonando tão rapidamente aquele que os chamou pela graça de Cristo, para seguirem outro evangelho
que, na realidade, não é o evangelho. O que ocorre é que algumas pessoas os estão perturbando, querendo perverter o evangelho de Cristo.
Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado!
Como já dissemos, agora repito: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado!”
(Carta do Apóstolo Paulo aos Gálatas, capítulo 1 versos 6 à 9)

A MESMA ADMIRAÇÃO DE PAULO, NORTEA O CORAÇÃO DE MUITOS CRISTÃOS VERDADEIROS, QUE ESTÃO SÓ OBSERVANDO A IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA, SEGUINDO UM OUTRO EVANGELHO, QUE NÃO É O PURO DESCRITO NAS ESCRITURAS, SEM ÀQUELAS INTERPRETAÇÕES TENDENCIOSAS DE TEXTOS FORA DE CONTEXTO.

TUDO PORQUE, ALGUNS LÍDERES (ou a maioria deles) ESTÃO PERTURBANDO E PERVERTENDO O VERDADEIRO EVANGELHO E ESTÃO JUNTANDO UM POVO QUE, INFELIZMENTE, ESTÃO DESEJOSOS PARA OUVIR SOMENTE O QUE LHES AGRADAM.

O EVANGELHO DESCRITO NO NOVO TESTAMENTO É UM SÓ E TRATA-SE DA EXPRESSÃO DO AMOR DE DEUS PARA AQUELES QUE IRÃO CRER, MAIS TAMBÉM, É JUÍZO, MORTE ETERNA E INFERNO, PARA ÀQUELES QUE MORREREM SEM A FÉ NA MORTE E RESSURREIÇÃO DO CRISTO BÍBLICO, QUE É O NOSSO SALVADOR.

É UM EVANGELHO DE RENÚNCIA DO EU, PERSEGUIÇÕES E AFLIÇÕES.

POR TUDO ISSO, TOMEMOS NOSSA CRUZ E SIGAMOS A JESUS E TENHAMOS COMPAIXÃO DESSES PERVERTORES DO EVANGELHO QUE ESTÃO ENGANANDO A MUITOS, COMO ESTAVAM NA ÉPOCA QUE PAULO DESCREVE EM SUA CARTA.


POR FIM, ACONSELHO A TODOS LEREM A CARTA AOS GÁLATAS, COM MUITA CALMA E NUMA VERSÃO MAIS SIMPES, QUE PODERÁ ABRIR SEUS OLHOS. DEUS ABENÇOE (por liroba). 

segunda-feira, 13 de março de 2017

"A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA DE DEUS"


João: 1. 1. No princípio era a Palavra, e a Palavra estava com Deus, e a Palavra era Deus. 2. Ele, a Palavra, estava no princípio com Deus. 3. Todas as coisas foram feitas através dele, e, sem Ele, nada do que existe teria sido feito. 

João nos mostra que Jesus existiu antes de tudo, Ele estava com Deus e era Deus e era o plano perfeito da redenção. Sua vinda foi profetizada em todo o velho testamento, principalmente por Isaías e nesse texto fica bem claro que Jesus Cristo veio em carne ou seja Ele é a encarnação da palavra que foi profetizada e a Sua vinda é a prova de que toda a bíblia é a verdade de Deus pro homem. 

Cristo é a palavra e Ele é Deus e por meio Dele todas as coisas foram criadas, sem Ele nada do que existe teria sido feito. Então quando Deus nos leva à Cristo, nossos olhos se abrem, nosso coração se quebranta, nós reconhecemos que não somos nada sem Cristo e que Ele é tudo, fora Dele não há nada e diante dessa verdade, como não amar sua palavra, como não viver sua palavra, como não compartilhar sua palavra, sendo que a palavra é o próprio Cristo. 

Mas aí começa a nossa luta que é diária do espírito contra a carne porque nosso espírito sabe que necessitamos nos alimentar da palavra diariamente pois ela é o próprio Cristo, mas nossa carne não quer, e o que nós fazemos, na maioria das vezes, damos ouvido a nossa carne. Estamos tão envolvidos com a correria do dia a dia sempre priorizando tudo, menos a palavra ou seja Cristo, e na maioria das vezes vamos lembrar quando já estamos cansados de mais para ela, e assim os dias vão passando e vamos ficando cada vez mais distantes de Cristo, enfraquecidos, desnutridos, e começamos a sofrer com as provações que temos que passar para nos tornarmos cada vez mais a imagem e semelhança de Dele (Cristo). 

Mas como Deus é Bom e Soberano e está no absoluto controle de nossas vidas, derrama mais uma vez Sua graça e misericórdia e através do seu Espírito Santo, nos incomoda e nos leva ao arrependimento e percebemos que estamos famintos precisando nos alimentar do pão da vida que é Cristo, através da Sua palavra. (texto copiado)

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

REPENSANDO O CONCEITO DE IGREJA, LEIA ESSE TEXTO QUE NÃO É MEU:

O QUE É IGREJA
Em 1º lugar, Jesus afirmou categoricamente que o local de adoração não é nem em Jerusalém (Templo judaico) nem em Samaria, nem num monte nem no outro, pois Deus é espírito e o importante é que o adoremos em espírito e em verdade (Jo 4:20 e 24), seja onde for. Quando Jesus expirou na cruz, o véu do Templo rasgou-se de alto a baixo (Mc 15:38) e, cerca de 70 anos depois, toda a cidade de Jerusalém foi destruída (Lc 19:43-44, Mt 24:1-2), incluindo o próprio Templo, do qual resta apenas o muro das lamentações, como se sabe.

Templo de Deus é Jesus, o mesmo disse: “Destruí este santuário, e em três dias o reconstruirei.” – referindo-se ao seu corpo. (Jo 2:19-21).    Templo de Deus somos nós: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo que habita em vós...?” ( 1 Co 3:16-17 e 6:19)

-A IGREJA SÃO AS PESSOAS
Na verdade a essência do conceito cristão de Igreja não são quatro paredes, não são ogivas e vitrais, não são cúpulas e abóbadas, não é uma torre sineira ou um claustro. Também não é um edifício ao qual se justapõe uma cruz como símbolo ou outro qualquer elemento. Não são mega-templos construídos com ouro, mármore, madeiras caras, nem tampouco galpões enormes com altares vermelhos e púlpito de madeira serejeira.

Através da Bíblia vemos claramente que a Igreja são as pessoas.

A palavra para Igreja no original Grego é “Ekklesia”, que significa “Assembléia de pessoas - congregação - reunião". Ou seja, "são pessoas que se reunem" e não o local onde as mesmas se reunem.
A Igreja não é o templo para a habitação de Deus. Deus não habita num templo feito de pedra ou de mármore mesmo que revestido de ouro. O templo não serve para transmitir a idéia de Deus nem para acolher a Deus.

A Bíblia é bem clara quando refere que Deus não habita em templos feitos pelas mãos dos homens.(At 7:48)

-NÓS SOMOS AS CASAS DE DEUS

As casas em que Deus habita somos nós!
Entretanto, não habita o Altíssimo em casas feitas por mãos humanas; como diz o profeta: O céu é o meu trono, e a terra o estrado dos meus pés; que casa me edificareis, diz o Senhor, ou qual é o lugar do meu repouso? Não foi, porventura, a minha mão que fez todas estas coisas?” (Atos 7.48-50).

Deus nos criou para Ele e é precisamente na reconciliação que reside a essência do plano de salvação que Jesus veio para concretizar e consumou através da Sua morte e ressurreição. Através de Jesus temos acesso ao Pai e podemos viver permanentemente em Sua presença.

Jesus referiu a respeito de si próprio de uma forma muito clara e explícita:  “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” (João 14.6).

O apóstolo Paulo quando pelo Espírito Santo escreve em primeira mão aos Coríntios e depois a todos em toda a parte e em todo o tempo afirma que somos templos em que o Espírito de Deus habita em nós: “Acaso não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Coríntios 6.19).

O mesmo apóstolo Paulo ainda escreve aos Corintos: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito Santo habita em vós? Se alguém destruir o santuário de Deus, Deus o destruirá; porque o santuário de Deus, que sois vós, é sagrado.” (1 Coríntios 3:16-17)
O autor de Hebreus nos mostra exatamente a superioridade da Graça através de JESUS sobre a Antiga Aliança, a Lei de Moisés, e o mesmo mostra o que é a Casa de Deus na Nova Aliança:

“Pois toda casa é estabelecida por alguém, mas aquele que estabeleceu todas das coisas é Deus. E Moisés era fiel, em toda a casa de Deus, como servo, para testemunho das coisas que haviam de ser anunciadas; Cristo, porém, como Filho, em sua casa; a qual casa somos nós, se guardarmos firme, até ao fim, a ousadia e a exultação da esperança.” Hebreus 3:4-6
Fomos edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, este fundamento é JESUS como pedra angular e, uma vez edificados no mesmo como pedras vivas deste novo edifício, somos a habitação de Deus no Espírito, sendo assim, parte deste edifício feito de pessoas na Nova Aliança:

“Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular; no qual todo o edifício, bem ajustado, cresce para santuário dedicado ao Senhor, no qual também vós juntamente estais sendo edificados para habitação de Deus no Espírito.” Ef 2:20-22
“também vós mesmos, como pedras que vivem, sois edificados casa espiritual para serdes sacerdócio santo, a fim de oferecerdes sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por intermédio de Jesus Cristo.” 1 Pe 2:5

-A CASA DE ORAÇÃO

Este é o termo que por excelência traduzia o espaço em que nos reunimos para cultuar a Deus em conjunto e que infelizmente começa a cair em decadência.

Falar com Deus e ouvir Deus é o que significa a oração. Como Igreja nos congregamos para falar com Deus, ouvir Deus e falar de Deus. Neste sentido a Casa de Oração é um espaço caracterizado não pela grandiosidade ou pela imponência, mas pela simplicidade e singeleza que não são sinônimas de mau gosto e desleixo, antes bem pelo contrário.

Uma Casa de Oração não é compatível com a ideia de uma “obra faraônica”, em que se projeta a ostentação e o poder financeiro.
Como cristão evangélico não defendo de modo algum a construção de catedrais ou basílicas, de mega-igrejas luxuosas que não soam bem com a prática de culto vivo, espontâneo, participativo, festivo, informal. Anseio pela possibilidade de espaços amplos e modestamente confortáveis para acolher todas as pessoas que desejam orar e cantar, louvar e adorar, celebrar e partilhar a fé no Deus que habita em pessoas de carne e osso que o recebem como único e suficiente Salvador e Senhor.

Nestes espaços não há lugar para os ídolos, para imagens, para santos de pedra e madeira, para símbolos pagãos ou para fetiches e amuletos místicos. A Igreja do primeiro século, no período chamado paleocristão na História da Arte, reunia-se em espaços adaptados. Não temos que nos sentir demasiado desconfortáveis com o fato de nos dias de hoje devido a fatores de ordem politico-social e econômica muitos de nós nos reunirmos em espaços adaptados.

-A CENTRALIDADE DA PALAVRA
Na Casa de Oração onde se juntam aqueles que “são Casa de Deus” o elemento que estrutura e organiza o espaço tem que ver com a Palavra através da qual Deus nos fala e nós ouvimos Deus falar. A Bíblia lida e explicada é o elemento central do espaço de culto cristão evangélico porque o alimento do cristão é a Palavra que sai da boca de Deus como Jesus referiu claramente citando as Escrituras: “Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.” (Mateus 4.4).

Era assim que acontecia na Igreja primitiva, foi assim que voltou a acontecer com o movimento da Reforma protestante e é assim que hoje em dia nos devemos manter, porque é este o padrão bíblico. Era assim também que sucedia na sinagoga judaica no tempo de Jesus Cristo conforme nos relatam os evangelhos: “Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. Então lhe deram o livro do profeta Isaías, e, abrindo o livro, achou o lugar onde estava escrito: O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor. Tendo fechado o livro, devolveu-o ao assistente e sentou-se; e todos na sinagoga tinham os olhos fitos nele. Então passou Jesus a dizer-lhes: Hoje se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir.” (Lucas 4.16-21).

-A COMUNHÃO DOS SANTOS
Dois outros elementos marcantes do espaço de culto são o batismo e a mesa da Ceia do Senhor aos quais está intimamente ligado à comunhão dos fiéis. Pelo batismo se expressa publicamente a morte para a velha vida e a ressurreição para a nova vida, e através da Ceia do Senhor celebramos a ressurreição de Jesus até que ele volte. Deixar de ter estes dois elementos na Igreja é caminhar para um buraco herético bem profundo e distante do verdadeiro Cristianismo.

Portanto, finalizo esta postagem desejando que, você que está lendo a mesma possa refletir sobre o verdadeiro significado da Igreja, o significado Bíblico, bem diferente do que vemos hoje em dia em muitas igrejas. A igreja somos nós em sua essência, os pecadores que são salvos em Cristo Jesus pela graça, em comunhão e unidade, a Igreja invisível universal, porém visível em localidade. Igreja jamais será um templo de quatro paredes construídos por homens. O nosso culto a Deus nunca será resumido em um templo nas reuniões dominicais, em um local cheio de tradicionalismo, de hierarquias, ou de um tabernáculo neotestamentário onde precisaríamos de sacerdotes e de ofertas e holocaustos pelos nossos pecados. O nosso culto a Deus sempre será racional, com base na Palavra, em nossas próprias vidas, 24 horas por dia, pelo resto de nossa história, e também através de nossa unidade em Cristo como Igreja, vivendo crescendo como Corpo de Cristo verdadeiramente, tudo isto graças a Nova Aliança, através de Jesus temos acesso ao Pai, e temos a promessa de vida por toda a eternidade, Aleluia.

Realmente precisamos repensar nosso conceito de Igreja!

( Ruy Marinho )

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

NOSSO ÚNICO PASTOR É CRISTO - QUEM LIDERA UMA IGREJA É GUIA

Pastor só temos um - Jesus Cristo (João 10.11 - "Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.) Note-se que em todas as versões que temos hoje, está dessa forma.

A palavra pastor aqui, no grego original seria "poimén".- Pastor.

CONTUDO CERTO É QUE, necessitamos as vezes de *GUIAS*, aliás, na bíblia (novo testamento - Hebreus 13.7-17-24) essa tradução, ao meu ver é a mais correta ao invés da palavra pastor, POIS, ESTÁ ESCRITO A PALAVRA GREGA -  Hegeomai - QUE SIGNIFICA - fazer ou percorrer antes, ou seja, GUIAR. 

Algumas traduções está certo leiam, Hebreus 13:
7 - Lembrai-vos dos vossos guias, os quais vos falaram a palavra de Deus, e, atentando para o êxito da sua carreira, imitai-lhes a fé.
17 - Obedecei a vossos guias, sendo-lhes submissos; porque velam por vossas almas como quem há de prestar contas delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
24 - Saudai a todos os vossos guias e a todos os santos. Os de Itália vos saúdam.

PORTANTO, PODEMOS  CONCLUIR QUE NA BÍBLIA, NOVO TESTAMENTO, QUANDO JESUS SE DIRIGE A ELE PRÓPRIO COMO PASTOR, TEMOS A PALAVRA GREGA, "poimén", QUANDO NAS CARTAS OS APÓSTOLOS SE DIRIGEM AOS LIDERES, TEMOS A PALVRA GREGA,  "Hegeomai ", são duas palavras com significados diferentes.

Sendo certo também que, com relação a ser guiado por Deus, a Bíblia, sendo lida e meditada todos os dias, também é um "Guia" perfeito. 

ENTÃO: -LEIA, ESTUDE E MEDITE NA PALAVRA DE DEUS QUE VOCÊ IRÁ ESCOLHER GUIAS QUE TAMBÉM SEGUEM A VERDADE E SE NÃO ENCONTRAR CONTINUE EM CASA COM SUA BÍBLIA QUE É MUITO MELHOR.(por liroba)

Leiam esse texto do Evangelho de João: 
"Eu sou o bom pastor. O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
O assalariado não é o pastor a quem as ovelhas pertencem. Assim, quando vê que o lobo vem, abandona as ovelhas e foge. Então o lobo ataca o rebanho e o dispersa." (João 10:11,12)

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

PERDER A VIDA E SOFRER COM CRISTO


Quando Jesus falou que teriamos que tomar a nossa cruz e segui-lo (Mc. 8.34), que teriamos que perder a vida (Mateus 16.25), o que realmente Ele quis dizer:

Isso significa que tudo aquilo que sonhavamos, desejavamos e nos satisfazia, morreu com o nosso velho homem, certo é que as coisas velhas passaram, eis que tudo se fez novo (2Cor. 5.17), pois, a partir do momento que seguimos a Cristo, ou seja, tornamos seus discípulos, temos que viver a vida que Ele prepara para nós, através de Sua vontade soberana e da Sua palavra e isso vai fazer a nossa "carne gritar".

Nada mais será como queremos, sendo certo que, viveremos nessa terra como inimigos do mundo e seremos pressionados e oprimidos, mais nunca vencidos.

Viveremos por fé ou seja, não vendo saída mais crendo que Deus já preparou um escape, que sempre vem ao nosso encontro.

Viveremos na contramão do que é certo para o mundo e muitas vezes nossas atitudes cristãs corretas e bíblicas em nosso trabalho e no dia a dia, quando reconhecidas, serão tidas como burrice e muitos se aproveitarão disso.

Escrevo essas verdades bíblicas não com intuito de desanimar os leitores, mas com o desejo de despertar aqueles que acham que ser Cristão é ganhar na loteria espiritual, quando na realidade, ser Cristão é viver os passos de Cristo e isso implica almejar algo maior que é a vida eterna no porvir, porque nessa aqui a porta e o caminho são estreitos.

Alguns versículos para confirmar o que expus acima:

"Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo." (2 Timóteo 2:3)

"Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também é abundante a nossa consolação por meio de Cristo." (2 Coríntios 1:5)

"Porque a vós vos foi concedido, em relação a Cristo, não somente crer nele, como também padecer por ele," (Filipenses 1:29)

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

O SUCESSO DE CRISTO NA SUA MORTE DE CRUZ

A morte de Jesus na cruz, não foi um fracasso, foi a consumação do plano perfeito de Deus para a Redenção e Salvação daqueles que crerem. Não existe evangelho sem cruz, nem salvação sem Jesus. Por isso, ao contrário do que possam pensar, a MORTE DE CRISTO NA CRUZ DO CALVÁRIO FOI UM TREMENDO SUCESSO.  Pois, ...."Jesus, tendo despojado os principados e potestades, os exibiu publicamente e deles TRIUNFOU na mesma cruz." (Colossenses 2.15)
Por tudo que Jesus nos fez na cruz do calvário, vamos estar......" fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus." (Hebreus 12.2).

VEJA O QUE O APÓSTOLO PAULO FALA MAIS SOBRE A IMPORTÂNCIA E O SUCESSO DA CRUZ DE CRISTO E SUA RESSURREIÇÃO:

Colossenses: 2. 14. e Jesus, havendo riscado o escrito de dívida que havia contra nós nas suas ordenanças, o qual nos era contrário, removeu-o do meio de nós, cravando-o na cruz;
Colossenses: 1. 20. e que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra como as que estão nos céus.
Gálatas: 3. 13. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro (cruz);
1 Coríntios: 15. 17. E, se Cristo não foi ressuscitado, é vã a vossa fé, e ainda estais nos vossos pecados.
Romanos: 8. 11. E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.
1 Coríntios: 1. 18. Porque a palavra da cruz é deveras loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
Gálatas: 6. 14. Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

ENTENDENDO ESSE VERSO DE SALMOS "Deus concederá os desejos do teu coração."

O Salmo 37, 3 e 4 diz o seguinte:
3-Confia no Senhor e faze o bem; Habita na terra, e segue a fidelidade.
4-Assim te deleitarás no Senhor; E Ele concederá os desejos do teu coração.

É fácil pregar e falar desse salmo principalmente pela parte “b” do versículo 4: “E Ele concederá o desejo do seu coração.”, e como isso é usado hoje em dia nesses púlpitos contaminados por “Mamon” (desejo de riquezas).

O que ocorre é                 que as pessoas parecem que ainda não entendem, que o coração do homem é enganoso e corrupto (Jeremias 17.9), portanto, se Deus realizar o desejo de nosso coração sem Ele (Deus) tê-lo mudado vai ser um caos no mundo.

Tem mais, o versículo “3” dever ser visto conjugado com o “4”, onde temos palavras, como: CONFIA, FAZER O BEM e FIDELIDADE (na versão que utilizei). O resultado da confiança, da bondade e da fidelidade a Deus, é igual a DELEITAR-SE NELE, ou seja, ESTAR SATISFEITO NELE, TER PRAZER SOMENTE NELE E EM MAIS NADA.

QUANDO NOS DELEITAMOS SOMENTE EM DEUS O ÚNICO DESEJO QUE IRÁ EXISTIR EM NOSSO CORAÇÃO É AGRADAR A DEUS, É ESTAR COM DEUS, É SER FIEL A DEUS, E VIVER PARA DEUS e MAIS NADA, POIS, A NOSSA VIDA ESTARÁ NAS MÃOS DELE.

E quando estamos vivendo dessa maneira, DEUS COLOCA SUAS VONTADES EM NOSSO CORAÇÃO E AS REALIZA PARA SUA HONRA E GLÓRIA.

Esse versículo “4” parte “b” não quer dizer que o Nosso Deus Soberano, “Adonai Iave”, é o gênio da lâmpada que vai realizar seus desejos carnais, materiais e corrompidos pelas coisas que nos agradam nesse mundo que jaz no maligno, O QUE ESSE VERSÍCULO QUER DIZER É QUE DEUS VAI COLOCAR EM NOSSO CORAÇÃO SUAS VONTADES E VAI REALIZÁ-LAS.


Por fim não esqueçamos que a vontade de Deus para nós, segundo o Apóstolo Paulo escreveu na sua carta aos Romanos capítulo 12, versículo 2 (parte final): É BOA, PERFEITA E AGRADÁVEL (por liroba) 

AS VERDADEIRAS PROMESSAS DE DEUS.

Acredito que o mundo e a maioria dos Cristãos, ainda, não entenderam o que significa, “estou esperando nas promessas de Deus”.

Quando "entregamos" nossa vida a Deus, que significa dizer, que é uma entrega real para um Deus sobrenatural, quer dizer que, você abriu mão da sua vida para viver uma vida de fé e esperança totalmente direcionada por Deus e a Sua suprema vontade.

Assim, Deus começa nos mostrar aos poucos o que Ele quer fazer conosco, para Sua honra e glória e de mais ninguém, em principal na sua obra que é ser levada as boas novas do evangelho a toda criatura, mas também na nossa vida pessoal, familiar, financeira, etc.

A cada vez que percebemos a vontade de Deus para conosco, vamos acumulando promessas de mudança cada vez maior na nossa vida, que já não é mais nossa, mas pertence a Deus.

O que temos de entender é que tais promessas não estão ligadas a nossa vida material e sim espiritual, Vejam:

1-Deus nos concede um caminho de Santidade, então Ele nos promete começar e terminar essa obra;
2-Deus nos concede um caminho de perseverança nas aflições, então Ele nos promete nunca nos abandonar;
3-Deus cuida de nós com sua provisão em todos os sentidos, então Ele nos promete que nunca irá nos faltar, o necessário que somente Ele sabe o que e quanto é.

Essas entre inúmeras outras, nesse sentido, são as promessas que Jesus nos ensina em Seus evangelhos.

Mas acima de tudo Deus promete habitar em nós, com Seu Santo Espírito, em Cristo Jesus e isso a cada dia, irá nos fazer crescer na intimidade, fé e experiências com Deus e tudo isso em nossa vida, nos deixará cada vez mais satisfeito somente na graça e provisão de Deus e em mais nada que possa existir nesse mundo perdido. (por lirioba)

Vejam o que nos ensina, os Apóstolos Pedro e Paulo.

"Pelas quais Ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo."  (II Pedro 1 : 4)

"Porque todas quantas promessas há de Deus, são Nele sim, e por Ele o Amém, para glória de Deus por nós."  (II Coríntios 1 : 20)